David R. Hawkins

Deixar Ir

  • Em Promoção
  • €15,71
  • Preço normal €17,45


SINOPSE:

Este livro apresenta um mecanismo para desbloquearmos a nossa capacidade inata de felicidade, sucesso, saúde, bem-estar, intuição, amor incondicional, beleza, paz interior e criatividade. Estes estados e capacidades estão dentro de todos nós. Não dependem de nenhuma circunstância externa nem de qualquer característica pessoal; não requerem a crença em nenhum sistema religioso. Nenhum grupo ou sistema é detentor da paz interior, visto que esta pertence ao espírito humano. Esta é a mensagem universal de todos os grandes mestres, sábios e santos.

Como é que algo que nos é inato e parte integrante do nosso verdadeiro ser pode ser tão difícil de alcançar? Porquê tanta infelicidade, se nos foi dada a capacidade de sermos felizes? Sabe bem ouvir dizer que a paz, a felicidade, a alegria, o amor e o sucesso são intrínsecos ao espírito humano. Mas, então, e a raiva, a tristeza, o desespero, a vaidade, o ciúme, a ansiedade e os pequenos juízos diários que abafam o som primordial do silêncio interior? Existe realmente uma maneira de sermos livres? De amar todos os seres vivos? De viver a nossa grandeza e de cumprir o nosso potencial mais elevado?

Em Deixar Ir – O Caminho da Entrega Plena, o Dr. David Hawkins revela um caminho para a liberdade pela qual ansiamos, mas que nos parece difícil de alcançar. Pode parecer contraintuitivo que tenhamos de «deixar ir» para chegar a um dado lugar; todavia, ele dá-nos a prova, com a sua experiência clínica e pessoal, de que a entrega é a via mais segura para a realização plena. Os princípios aqui descritos não são difíceis de entender nem de implementar. Não custam nada. Não requerem roupagem especial nem viagens a países exóticos. O principal requisito é a vontade de abandonarmos o apego pelo nosso atual modo de vida.

Independentemente de onde possa estar e de para onde pretenda ir, este livro pode ajudá-lo a dar o próximo passo. Quando chegar ao fim da sua leitura, vai com certeza poder dizer: «Sou uma pessoa diferente daquela que começou a ler este livro.»