Avançar

Foram Todos Nazis

Poupe 10%
Preço original €15,95
Preço atual €14,36
Preço válido de 9 a 19 de julho de 2024. Inclui IVA à taxa legal em vigor.
Isbn 9789895701407
HITLER NÃO USURPOU O PODER,
FOI ELEITO PELO POVO ALEMÃO.
 
Será que os apoiantes de Hitler, que causaram tanto
sofrimento a outros povos, sentiram culpa e vergonha?
 
Terão compreendido o que aconteceu, aquilo em
que participaram e que permitiram que acontecesse?
 
HELMUT ORTNER 

«INFELIZMENTE ESTES LIVROS SÃO ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIOS HOJE EM DIA!» Frankfurter Rundschau

A mecânica do poder nacional-socialista baseava-se num acordo coletivo: um povo, um império, um líder. Os apoiantes de Hitler escolheram-no livremente. Vindos do mundo dos negócios, da justiça, da ciência, da administração, encontravam-se por toda a parte, no meio intelectual, na aristocracia, no clero, na pequena burguesia e na classe trabalhadora. 

Esta base de pessoas, carreiristas, oportunistas e gente simples do campo, via-se como «o povo dominante» e sonhava subjugar o mundo. A maioria dos alemães não quis ver nem saber de nada até à sua derrota em 1945. 

No pós-guerra, os homicídios e crimes violentos transformaram-se em crimes ordenados «de cima» sem nenhuma responsabilidade. Milhares de criminosos, simpatizantes, seguidores e cocriadores que serviram o regime nazi em cargos importantes prosseguiram as suas carreiras na nova Alemanha como políticos, advogados, oficiais, médicos, empresários e jornalistas, e até celebridades. 

Será que os apoiantes de Hitler, que causaram tanto sofrimento a outros povos, sentiram culpa e vergonha? Terão compreendido o que aconteceu, aquilo em que participaram e que permitiram que acontecesse?

LEIA TAMBÉM, DO MESMO AUTOR: 

O Executor

O Líder do Tribunal Nazi que Ordenou a Execução de Milhares de Alemães 

O Caso do Século

A história secreta do processo Sacco & Vanzetti 

O Homem que Tentou Matar Hitler

Um carpinteiro que quase mudou o curso da história

HELMUT ORTNER

Nasceu na Alemanha em 1950, vive e trabalha em Frankfurt. Escreveu diversos livros de sucesso, publicados em mais de 14 países. Convidado pelo Instituto Goethe, realizou diversas digressões para divulgar o seu trabalho um pouco por todo o mundo. Os seus livros O Executor e O Homem Que Tentou Matar Hitler tiveram um forte impacto na Alemanha no momento da sua publicação e receberam elogios nos principais jornais e revistas do país como o Süddeutsche Zeitung, Die Zeit, Der Spiegel, entre outros.

Leia um excerto deste livro AQUI.