Avançar

O Pequeno Livro da Serenidade

Poupe 10%
Preço original €12,50
Preço atual €11,25
Inclui IVA à taxa legal em vigor
Isbn 9789895700295

A ARTE DE ENCONTRAR A LUZ QUE TEMOS DENTRO DE NÓS 

James Allen continua a ser um dos autores mais vendidos e respeitados na área da inspiração e espiritualidade. Nesta obra, mostra-nos como o caminho para a serenidade - a verdadeira paz e a realização interior - começa sempre dentro de cada um.

Este livro comovedor apazigua a nossa alma, revelando-nos o caminho simples, mas frequentemente esquecido, ao encontro da alegria e paz de espírito. Para James Allen, uma pessoa encontra a serenidade interior e começa a desenvolver poder quando, controlando os seus impulsos e inclinações egoístas, se apoia na consciência mais calma e elevada que existe dentro de si e começa a firmar a sua vida num princípio indestrutível.

Confie no seu próprio julgamento; seja fiel à sua consciência; siga a Luz que está dentro de si; todas as luzes exteriores não passam de fogos-fátuos. Afaste-se da tirania dos costumes, da tradição, das convenções e da opinião dos outros. A vida é muito breve para não ser vivida por inteiro. Abandone o medo, esqueça o fracasso e aprenda a ser feliz.

«Clássico, bonito e com uma mensagem eternamente comovente.» New Yorker

«Há esperança e certeza na nossa busca contínua por reconhecer que a iluminação já existe dentro de cada um de nós, e é aqui que reside a beleza das palavras escritas por James Allen.» Goodreads

SOBRE O AUTOR:

James Allen foi escritor, filósofo e poeta. Escreveu sobre temas complexos como a fé, o destino, o amor, a paciência e a espiritualidade, mas teve o raro dom de conseguir expô-los de forma tão clara e simples, que qualquer pessoa os pode compreender.

Nasceu em 1864, em Leicester, Inglaterra, de onde partiu aos 15 anos, com toda a família, rumo aos Estados Unidos. Contudo, dois dias depois de chegarem ao novo continente, o seu pai faleceu, o que obrigou a família a reorganizar-se. A morte do pai levou James Allen a abandonar a escola e a começar a trabalhar para ajudar a sustentar a família. Apesar de trabalhar durante muitas horas, Allen continuou a estudar e a ler sobre os temas mais diversos. Entre os seus autores preferidos, incluíam-se Shakespeare, Milton, Emerson, Buda, Jesus, Whitman e Lao-Tsé.  

Todas as manhãs, andava pelas montanhas à volta da sua casa e aproveitava para refletir e meditar sobre os assuntos que lhe ocupavam a mente. Depois, regressava a casa e escrevia atéà hora de almoço. À tarde, estava com a família, tratava da quinta, fazia jardinagem e jogava croquet com os amigos. Faleceu em 1912, mas a obra que deixou fica para a posteridade.

Leia um excerto deste livro AQUI.

Comentários dos leitores

Com base em 2 opiniões Escreva o seu comentário