Avançar

Tao Te Ching

por Lao Tzu
Poupe 10%
Preço original €12,50
Preço atual €11,25
Preço válido de 9 a 19 de julho de 2024. Inclui IVA à taxa legal em vigor.
Isbn 9789895702411

O TAO TE CHING DESCREVE UM CAMINHO DE AUTOCONHECIMENTO QUE APROXIMA O SER HUMANO DA SABEDORIA ESPIRITUAL

***

O Tao Te Ching está para o taoismo como por exemplo a Bíblia está para o cristianismo, ou o Alcorão para o islamismo.

Originalmente escrito como instrução para aqueles que pretendiam seguir uma via espiritual, está dividido em capítulos curtos onde são descritas as características do Caminho, uma senda de equilíbrio, harmonia e comunhão com o curso natural dos acontecimentos.

O Tao é o imensurável, o insondável, eterno e absoluto, impossível de ser abarcado pela consciência humana terrena que não tem começo nem fim. Dele nasce tudo aquilo que existe, as dez mil coisas, o esplendor, a virtude, a perfeição.

A essência do taoismo é o regresso a um estado de graça inicial. Um estado de sublime integração com a vida e com o universo.

UMA DAS OBRAS MAIS IMPORTANTES

DA LITERATURA ESPIRITUAL

UM DOS LIVROS MAIS TRADUZIDOS

EM TODO O MUNDO

O Tao Te Ching, também conhecido como O Livro do Caminho Perfeito, é uma das obras mais importantes da literatura espiritual. A sua escrita é atribuída a Lao Tzu (que significa «Velho Mestre») e estudos recentes apontam que tenha sido escrito entre 460 a.C. e 380 a.C.

Leitores de diferentes religiões, e até ateus ou agnósticos, têm encontrado aqui ensinamentos que se adequam perfeitamente às suas próprias crenças, pois não são dogmáticos nem se procuram impor sobre os demais, o que demonstra a riqueza do Taoísmo, tanto em termos de filosofia universal como intemporal.

Leia um excerto deste livro AQUI

LAO TSU 

Assim como a maior parte das figuras míticas dos fundadores de religiões, a vida do escritor do Tao Te Ching, Lao Tzu, também está envolta em lendas.

Segundo a tradição, Lao Tzu nasceu no sul da China, tendo sido superintendente judicial dos arquivos imperiais em Luoyang, capital do estado de Chu. Desgostoso pelas intrigas da vida na corte, Lao Tzu decidiu afastar-se da sociedade, partindo para as Terras do Ocidente.

Montado numa carroça guiada por um boi, seguiu viagem, mas, ao atravessar a fronteira, um dos seus amigos, o guarda Yin-hsi, reconheceu-o e pediu-lhe que deixasse por escrito os seus ensinamentos antes de partir. Lao Tzu, escreveu então o pequeno livro que ficaria mundialmente conhecido como Tao Te Ching e partiu em seguida.