Avançar
10 boas razões para ler A CIRURGIÃ - Alma dos Livros

10 boas razões para ler A CIRURGIÃ

  1. É um thriller sinuoso e bem urdido, repleto de segredos, mentiras, ciúme, vingança e manipulação. Nesta história, ninguém é quem parece ser e todas as reviravoltas são surpreendentes e inesperadas.
  1. A narrativa é contada a duas vozes: Anne, médica cirurgiã reputada, e Paula, advogada e amante do marido de Anne.
  1. Derreck é o terceiro elemento desta equação. É casado com Anne, mulher dedicada, mas mantém uma relação adúltera com Paula, que sonha tornar-se procuradora-geral. Derreck ambiciona ser mayor da cidade e é o elo entre as protagonistas.
  1. Quanto a personagens, Caleb Donaghy encerra o núcleo duro da história. Morreu na sala de operações, às mãos de Anne, e a sua morte, além do dilema moral que apresenta, é o grande motor da trama.
  1. São várias as jogadas de Paula para levar Derreck a deixar a mulher. A ligação entre as duas mulheres parece evidente, mas as reviravoltas são muitas e as revelações constantes mantêm-nos na expectativa página após página.
  1. Manipulação, drama e tensão são as palavras de ordem do princípio ao fim deste livro. Leslie Wolfe detém a rara capacidade de despertar no leitor todo o tipo de sentimentos em relação às suas personagens. Da angústia emocional de Anne à crueldade de Paula, tudo é sentido à flor da pele. A empatia transforma-se rapidamente em simpatia e daí ao ódio é outro pulinho, tudo isto à medida que surgem novos dados e mais peças encaixam no puzzle.
  1. As descrições pormenorizadas do ambiente hospitalar e das cirurgias podem impressionar alguns leitores mais sensíveis, mas são sem dúvida uma das mais-valias do livro, sobretudo para os fãs de thrillers (filmes e séries) do género.
  1. O ritmo vertiginoso e o registo cinematográfico contribuem para uma leitura avassaladora e altamente viciante. Se há livro difícil de largar é este.
  1. Comparado aos bestsellers A Rapariga no Comboio, Verity e A Criada, o novo livro de Leslie Wolfe tem todos os ingredientes indispensáveis aos livros que nos marcam.
  1. A Cirurgiã é um thriller como poucos: envolvente, com personagens credíveis e final apoteótico. Os capítulos são curtos e o suspense não parece ter fim. E depois, claro, é mais um livro da grande rainha do crime que os portugueses tão bem conhecem: Leslie Wolfe.
Anterior Sugestões de leitura da nossa equipa

Deixe um comentário

Os comentários devem ser aprovados antes da publicação

* Campos obrigatórios